fbpx

Atividade Física VS TPM

Mau humor, ansiedade e cólica: esses e outros sintomas da TPM podem ser evitados com a prática de exercícios físicos.

A TPM pode ser um momento difícil para muitas mulheres. Inchaços, irritação, ansiedade… A variação de hormônios no período pré-menstrual causa transtornos bem desagradáveis para a maior parte das mulheres. Se você sofre com os sintomas da tensão pré-menstrual, temos uma boa notícia para você: é possível combater os efeitos da TPM praticando exercícios físicos.

ALGUNS SINTOMAS DA TENSÃO PRÉ-MENSTRUAL

É claro que os sintomas da TPM variam de mulher para mulher. Embora alguns, como dores de cabeça, irritabilidade e desejo por doces, sejam comuns na maioria das pessoas, outros transtornos podem variar bastante. Outros sintomas bem comuns são as variações de humor, dores nos seios, retenção de líquidos, desconforto abdominal e a pele propensa a acnes. Essas e outras características da TPM – que atinge cerca de 70% das mulheres em fase reprodutiva – desaparecem com o início do novo ciclo menstrual. Ainda bem!

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

EXERCITE-SE PARA ALIVIAR A TENSÃO

Não é segredo que a prática de atividades físicas é benéfica para a saúde, mas muitas pessoas não sabem que os exercícios também ajudam a minimizar os efeitos da tensão pré-menstrual. Isso acontece, principalmente, porque a atividade física estimula a produção de endorfina – hormônio ligado à sensação de bem-estar. Praticar exercícios aumenta o metabolismo e a circulação sanguínea, além de diminuir a ansiedade. Ou seja, todo exercício físico ajuda a controlar a TPM, mas yoga e alongamento são particularmente indicados, já que atuam também no combate ao estresse.

ALÉM DE ATIVIDADES FÍSICAS, APOSTE NA ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA

Além da prática de exercícios físicos, a alimentação também pode ajudar a aliviar os sintomas da TPM. Alguns nutrientes são especialmente necessários nesse período para combater efeitos indesejados. O ômega 3 – presente em peixes e linhaça -, por exemplo, tem ação antiinflamatória, reduzindo as cólicas e a retenção de líquidos. O cromo – encontrado em alimentos integrais – reduz a compulsão por doces e a vitamina B6 melhora o padrão de sono e o humor. Já o chocolate meio amargo – assim como as atividades físicas – libera endorfinas e auxilia no relaxamento.

Em todos os casos, lembre-se de consultar um médico para indicar os melhores exercícios e cardápio para o seu caso.

Facebook
WhatsApp
Twitter
Telegram

Este site usa cookies para garantir que você obtenha a melhor experiência no nosso site.

Open chat
1
Olá,
como podemos ajuda-lo?